quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Gritos de socorro de uma escola pública ll

Estou cansada
Das crianças medicadas
Zumbies pelas salas
Estou cansada
Do meu trabalho ser piada
Pela minhas costas ser zombada
Das aulas mal dadas
Das crianças sufocadas
Em salas apagadas
Estou cansada dos patios largados
Das quadras quebradas
Das meninas dopadas
E das violadas
Estou cansada da falta de verba
Da verba desviada
Da merenda empapada
Da criança ser piada
Do Conselho ser piada
Estou cansada da prova mal elaborada
Estou cansada das atas arranhadas
Estou cansada
Estou cansada
Estou cansada
Estou cansada dos banheiros sujos
Da pessoa mal amada
Da criança mal educada
Estou cansada da escola suja
Da escola depredada
Da funcionaria despreparada
Estou cansada da mãe mal humorada
Estou cansada de ser medicada
Pra aguentar mais uma jornada
De ser ameaçada
De ser agredida, amaldiçoada
Estou cansada
Da escola desestruturada
Arrombada
Estou cansada
Da sociedade apática
Da falsa simpática
Estou cansada de cada reunião
Estou cansada de não ter opinião
Estou cansada
Largada
Abandonada
Sucateada
Estou cansada da falta de material
Estou cansada da falta de pessoal
Da sala sem aula
Da aula "vaga"
Estou cansada, esgotada
Estou cansada de trabalhar sem condições
Estou cansada de passar a noite sem dormir, lembrando a semana passada
Estou cansada de ter medo de mais um dia de aula
Estou cansada pela educação abandonada
De ficar pensando de madrugada
Nos problemas sem solução
De ter a alma pesada
O corpo doído
Estou cansada
Estou cansada
Muito cansada

Nenhum comentário:

Postar um comentário